Monumento Nacional aos Mortos da Segunda Guerra Mundial

“Monumento aos Pracinhas”

Histórico

O Monumento Nacional aos Mortos da Segunda Guerra Mundial (MNMSGM) foi idealizado pelo Marechal JOÃO BAPTISTA MASCARENHAS DE MORAES, Comandante da Força Expedicionária Brasileira (FEB). Graças a seu denodado esforço e dedicação, seu sonho de trazer de volta à Pátria os Heróis imolados nos Campos de Batalha da Itália transformou-se em magnífica realidade.

 

 

 

 

 

 

 

 

    

 

O Monumento teve sua construção iniciada em 24 de julho de 1957 e foi inaugurado no dia 05 de agosto de 1960. Em 20 de junho de 1960, partiu para Pistóia, na Itália, a Comissão de Repatriamento dos Mortos do Cemitério de Pistóia (CRMCP), com a incumbência de proceder à exumação dos 462 corpos existentes no Cemitério Brasileiro ali localizado e prepará-los para transladação.

A Comissão de Transladação, presidida pelo Marechal OSWALDO CORDEIRO DE FARIAS, que integrou a FEB como Comandante da Artilharia Divisionária, chegou ao Rio de Janeiro em 15 de dezembro de 1960, trazendo as urnas contendo os restos mortais em aeronave da Força Aérea Brasileira.

Uma semana depois, no dia 22 de dezembro, em emocionante solenidade, seguindo em cortejo fúnebre pela Avenida Rio Branco, as urnas foram levadas para o Monumento e colocadas nos respectivos jazigos do Mausoléu. Uma das urnas de mortos não identificados passou a simbolizar o “Soldado Desconhecido” e foi entregue pelo Ex-Comandante da FEB, Mar MASCARENHAS DE MORAES, ao então Presidente da República, Dr. JUSCELINO KUBITSCHEK DE OLIVEIRA, que a depositou na base do Pórtico Monumental, onde se encontra até hoje.

Em uma arquitetura revestida de simbolismo, o Monumento Nacional aos Mortos da Segunda Guerra Mundial foi projetado pelos arquitetos Marcos Konder Netto e HÉlio Ribas Marinho, contendo obras artísticas de JÚlio Catelli Filho, Alfredo Ceschiatti e ANÍSIO ARAÚJO DE MEDEIROS, sintetizando valores históricos da Nação brasileira.

 

O MNMSGM no decorrer de sua existência, já recebeu a visita de ilustres personalidades nacionais e internacionais, nas quais podemos destacar o Papa JOÃO PAULO II, nas duas ocasiões em que esteve no Brasil, a Rainha da Inglaterra, ELIZABETH II e o Presidente dos Estados Unidos da América, JIMMY CARTER.          

Eu os levei para o sacrifício; cabia-me trazê-los de volta para receber as honras e as glórias de todos os brasileiros...”

 

Mar MASCARENHAS DE MORAES

 

 

 

 

 

Principal

Histórico

Subordinação

Estrutura

Visitação

Solenidades

Eventos ocorridos

Próximas atividades

Vídeos

Mídia

Fale conosco

Links